ANGELA CADA VEZ MELHOR

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Sou psicóloga há 32 anos ,nas áreas de RH, Psicoterapia , Escolar e Regressão. Também sou professora . Sou questionadora... inquieta... um vulcão (às vezes adormecido)... sujeita a chuvas e trovoadas . Busco,incessantemente, continuar voando porém com os pés no chão..... O que mais amo fazer e faço com muito prazer é VIVER!!!!! Estou agora incrementando meus dons artísticos e criando muita coisa linda!!! Vendo tudo!!!!! Se quiser saber mais... é só perguntar!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Refletindo...1



É muito interessante o medo que boa parte das pessoas têm de CRESCER...

Engraçado! O Ser ... Energia que nos fez... deixou bem claro que isto era condição primordial para nos mantermos VIVOS...

Bom, a grosso modo, nascemos pequeninos e junto com o corpo vamos crescendo....

Uns escolhem crescer pagando o preço de cada aparada em suas inúmeras arestas..com dor, coragem, choro, verdade, desprendimento ...  mas continuam vivendo...crescendo_ cada vez mais fortes!

 Outros, preferem crescer de graça...fazendo de conta que está tudo bem...reclamando...cobrando...fugindo, esperando que alguém pague por eles... usam a fragilidade, chantagens  e pseudo bondade para serem carregados ... continuam sobrevivendo_ cada vez mais frágeis!

A mola propulsora para a vida é o AMOR....

Uns se amam muito , lutam por esse direito ... vivem  da REALidade...

Outros se amam muito pouco, delegando a "alguém" esta árdua tarefa de fazê-los feliz__uns tolos...vivem de ILUSÃO...

Angela Cifani

sábado, 21 de maio de 2011

Sabedoria


Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância..

Solidão é muito mais do que isto.

"Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e...
                              procuramos em vão pela nossa alma"

Francisco Buarque de Holanda



sábado, 7 de maio de 2011

COLOCADO NA PORTA DE UM CONSULTÓRIO...


O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda demais quando a insatisfação e o medo de perder apertam.
O corpo emagrece demais quando somos controladores e vingativos
A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.
O coração enfarta quando chega a ingratidão
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A coluna sente as mágoas vistas pela baixa auto estima e prepotência
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
Os dentes acabam triturando nossas cobranças da vida.
Destruimos o útero quando não aceitamos como vivemos em nossa casa... mágoas
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As pedras no rim, visícula, aparecem com os medos da vida...dificuldades ...
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.