ANGELA CADA VEZ MELHOR

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Sou psicóloga há 32 anos ,nas áreas de RH, Psicoterapia , Escolar e Regressão. Também sou professora . Sou questionadora... inquieta... um vulcão (às vezes adormecido)... sujeita a chuvas e trovoadas . Busco,incessantemente, continuar voando porém com os pés no chão..... O que mais amo fazer e faço com muito prazer é VIVER!!!!! Estou agora incrementando meus dons artísticos e criando muita coisa linda!!! Vendo tudo!!!!! Se quiser saber mais... é só perguntar!

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Coisas que a vida ensina...

A vida ensina que Amor não se implora, não se pede, não se espera...conquista... Amor se vive ou não.
Ciúme é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
Quem fala dos outros pra você, vai falar de você para os outros.
Perdoar é não sofrer mais pelo fato ocorrido e nos torna mais jovens.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade dizem as verdades que você precisa ouvir.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros... mas não são seus...são do mundo.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças acerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas que abrem portas para uma vida melhor.
O amor... Ah, o amor...O amor quebra barreiras, une facções, destrói preconceitos, cura doenças...Não há vida decente sem amor!
E é certo... Quem ama a si próprio é muito amado e vive a vida mais alegremente.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Tudo!!!!

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo...
E esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia...
E, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado , para sempre, à margem de nós mesmos."
(Fernando Pessoa)

sábado, 27 de dezembro de 2008

Amizade

" A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso. Nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém confia em você." (Ralph Waldo Emerson)

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

A semeadura é livre...

A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. Se semeamos sementes de flores, colheremos flores, se plantarmos espinheiros, colheremos espinhos. Não há outra saída. Mas o que importa, mesmo, é saber que a opção é nossa.
Somos livres para escolher, antes de semear.
Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia darão seus frutos. São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. Um dia, ainda que seja numa existência futura, eles aparecerão e reclamarão colheita. Igualmente os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume. É só deixar nas mãos do jardineiro Divino, a quem chamamos de Criador. Pense nisso!
A hora seguinte será o reflexo da hora atual.
O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje
.
As existências futuras lhe devolverão a herança que hoje lhes entrega. É assim que vamos construindo nossa felicidade ou a nossa desdita, de acordo com nossa livre escolha, com o nosso livre-arbítrio.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

" Nós aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos." (Martin Luther King)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Sonhar...

TODOS OS HOMENS SONHAM, MAS NÃO DA MESMA FORMA.
OS QUE SONHAM ACORDADOS SÃO MAIS FELIZES.
REALIZAM SEUS SONHOS DE OLHOS ABERTOS, TORNANDO-OS POSSÍVEIS.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Limites

Somos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com os filhos, os erros de nossos progenitores... ...E com o esforço de abolirmos os abusos do passado...
...Somos os pais mais dedicados e compreensivos mas, por outro lado...
...Os mais bobos e inseguros que já houve na história.
O grave é que estamos lidando com crianças mais “espertas” do que nós, ousadas, e mais “poderosas” que nunca!Parece que, em nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ser, passamos de um extremo ao outro. Assim, somos a última geração de filhos que obedeceram a seus pais...
...E a primeira geração de pais que obedecem a seus filhos. Os últimos que tivemos medo dos pais...
...E os primeiros que tememos os filhos. Os últimos que cresceram sob o mando dos pais...
E os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos.
E, o que é pior... os últimos que respeitamos nossos pais (ÀS vezes sem escolhas...)
...E os primeiros que aceitamos que nossos filhos nos faltem com o respeito.
À medida que o permissível substituiu o autoritarismo, os termos das relações familiares mudou de forma radical......Para o bem e para o mal.
Com efeito, antes se considerava um bom pai, aquele cujos filhos se comportavam bem, obedeciam suas ordens, e os tratavam com o devido respeito.
E bons filhos, as crianças que eram formais, e veneravam seus pais, mas à medida em que as fronteiras hierárquicas entre nós e nossos filhos foram se desvanecendo...
...Hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem, ainda que pouco o respeitem.
E são os filhos, quem agora, esperam respeito de seus pais, pretendendo de tal maneira que respeitem suas idéias, seus gostos, suas preferências e sua forma de agir e viver.
E que além disso, que patrocinem no que necessitarem para tal fim.
Quer dizer, os papéis se inverteram. Agora são os pais que têm que agradar a seus filhos para “ganhá-los” e não o inverso como no passado. Isto explica o esforço que fazem tantos pais e mães para serem os melhores amigos e “darem tudo” a seus filhos.
Dizem que os extremos se atraem... Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo de seus pais...
...A debilidade do presente os preenche de medo e menosprezo ao nos verem tão débeis e perdidos como eles. Os filhos precisam perceber que durante a infância, estamos à frente de suas vidas, como líderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter...E de guiá-los, enquanto não sabem para onde vão...
É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrole e tédio no qual está afundando uma sociedade que parece ir à deriva, sem parâmetros nem destino.
Se o autoritarismo suplanta, o permissível sufoca.
Apenas uma atitude firme, respeitosa, lhes permitirá confiar em nossa idoneidade para governar suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente liderando-os...
...E não atrás, carregando-os e rendidos às suas vontades.
Os limites abrigam o indivíduo. Com amor ilimitado e profundo respeito.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

É...

As pessoas que mais gostamos são as que mais nos decepcionam, pois pensamos que são perfeitas e esquecemos que são humanas...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Voltaire

"É triste não ter amigos? Ainda mais triste é não ter inimigos.
Quem não tem inimigos, é sinal de que não tem: Talento que faça sombra; nem CARÁTER que impressione; nem coragem para que o temam; Nem honra contra a qual murmurem; nem bens que lhe cobicem; nem coisa alguma que invejem..."

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Feliz...

"Feliz é aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." (Cora Coralina)

domingo, 7 de dezembro de 2008

Sentido da vida...

Não sei se a vida é curta ou longa demais pra nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira e pura... enquanto durar."

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Tudo tem seu tempo...

Não precisa mesmo de palavras... TUDO TEM SEU TEMPO... Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, tempo de morrer; de plantar, e de colher o que se plantou... Tempo de sentir saudade, e tempo de esquecer; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de lamentar, e de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e de afastar-se; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora; Tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de sofrer; tempo de guerra, e tempo de paz. (Eclesiastes 3.1 a 8)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

De leve!!!

O pessimista vê a dificuldade em cada oportunidade;
O otimista vê a oportunidade em cada dificuldade...